Blog 01/ago/2022

Mães chefe de família: como isso afeta o financiamento imobiliário?

Não é à toa que o mês de maio é um mês importante para uma das pessoas mais importantes das nossas vidas. A força da mulher ganha uma grande atenção quando olhamos para as mães chefes de família.

Acompanhando as mudanças dos comportamentos das famílias brasileiras, cresce cada vez mais o número de mulheres líderes dentro de casa. A cultura do matriarcado ganha, aos poucos, espaço na nossa realidade.

E como resultado disso, vemos cada vez mais mulheres que são a tomadora de decisões nas grandes decisões da família, entre elas, a compra do imóvel e quando realizar o financiamento imobiliário. E é sobre isso que iremos falar no artigo de hoje. Vem com a gente!

Crescimento das famílias lideradas por mulheres

Que os padrões familiares estão passando por uma grande mudança não é nenhuma novidade. O sistema conhecido como “família tradicional” abandona a sistemática de família chefiada pelo pai e acompanhada por esposa e filhos.

Os novos núcleos familiares ganham visibilidade diante dos comportamentos da sociedade. O que é totalmente comum e nada de anormal. E é justamente nesse sentido que vemos a mulher ganhando destaque como a progenitora.

Em uma pesquisa realizada pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), relatou uma grande mudança no comportamento. Em 1995, o comando feminino era um total de 25% e agora, em pesquisa feita em 2018, relatou o número de 43% das famílias brasileiras.

Ainda dentro dessa pesquisa, foi constatado que desse número, 30% das famílias chefiadas por mulheres contam com filhos e 13% não possuem. Ou seja, mesmo que não sejam mães, o número de pessoas desse gênero proveniente do grupo familiar ainda é significativo.

O que demonstra as mulheres como chefes de família é, além da mudança dos modelos tradicionais de família, o empoderamento feminino na sociedade. Não é uma mudança feita da noite pro dia, mas que está ganhando cada vez mais representatividade.

Reflexo disso, podemos foi a proposta da comissão em criar um auxílio de R$ 1,2 mil para mães chefes de família. Medida visando combater a crise econômica gerada após a crise da pandemia da Covid-19.

Como as mães chefe de família se tornam as tomadas de decisão no financiamento?

Mesmo que estejamos falando de mães chefe de família, isso não reflete 100% a ausência da figura paterna no grupo familiar. Pelo contrário, é cada vez mais comum ver a mulher sendo a principal responsável pela renda.

Dentro do financiamento imobiliário da Caixa Econômica Federal. Segundo o órgão, quando o Programa Casa Verde e Amarela ainda era conhecido como Minha Casa Minha Vida, cerca de 90% dos contratos contam com a presença da mulher na assinatura e 56% deles ainda consideram ela como a principal contratante do financiamento

E é justamente em função desse comportamento que levaram a instituição financeira dar prioridade a esse grupo de famílias para assinatura de contratos, bem como a liberação do crédito imobiliário.

Em conclusão, o financiamento imobiliário é uma oferta que tende atender toda a população brasileira e considerando os novos comportamentos, como mães chefe de família, é muito comum que esses grupos apareçam cada vez mais como solicitantes do financiamento imobiliário e a compra da casa própria.

Interessante esses dados, não é mesmo? Para ficar por dentro de conteúdos como esse, aproveite para assinar a newsletter da Vila Brasil que está no canto direito da página, na parte superior, e receba conteúdos importantes sobre o mercado imobiliário.

 

Leia Também

Assine nossa newsletter e
fique por dentro das novidades

Por favor! Informe o seu nome.
Por favor! Informe o seu e-mail.
Por favor! Informe o seu celular.
Valor incorreto O campo obrigatório não pode ser deixado em branco
BAIXE
AGORA
o APP
Vila Brasil
Icone Apple Icone Play